AMOR INCONDICIONAL ???  escrito em quinta 26 junho 2008 18:27

Já dizia os Paralamas: "Saber amar é saber deixar alguém te amar. Sábias palavras...

Muitas vezes não sabemos ser amados, nem sabemos dar devidamente o nosso amor para o outro.

Temos uma idéia equivocada do que é  amar, do amor em si,  de estarmos juntos à alguém, da união maior que é o casamento, dos nossos relacionamentos em geral,  enfim....

Fazemos parte de uma maioria que QUER ter um amor, alguém para amar, mas que não sabe sequer o significado da palavra AMOR.

E não é aquele significado "lindo", já decorado pela maioria das pessoas, principalmente as pessoas que estão iniciando um namoro agora, ou os "casadinhos de novo", como dizia minha avó.

A questão é, se você perguntar para no mínimo 5 pessoas, pelo menos 3 delas vão te responder algumas dessas "frases feitas" :

" Amar é aceitar o outro como ele é".

" Amar é "dar" sem esperar nada em troca".

" É amar incondicionalmente".

Frases lindas, né? !!!.... mais cá pra nós, essas frases são surreais. Se colocarmos na nossa realidade de hoje, não fará o menor sentido, só se fossemos monges tibetanos...e eu nem sei se monges amam ou transam...

Analisando essas frases um por uma, pense comigo, e se eu estiver errada por favor, fiquem à vontade em descordarem...

 Amar é aceitar o outro como ele é". =  A sugestão da frase é ótima... seria ótimo se conseguíssemos fazer isso... mas eu vos digo que, particularmente não consigo. Tem coisas no meu lindo marido que eu tenho vontade de matar... ele tem certas manias que eu queria arrancar dele com uma faca, se fosse possível... sem contar que como todo marido, ele tem uma mãe ( minha sogra) que faz parte dele, da história dele, afinal, foi ela a geradora dessa belessura que ele é hoje, mas... melhor deixar pra lá...rs. A gente tenta " aceitar", finge "aceitar"..... bota em prática a famosa tolerância, a famosa "vista grossa" que nossas avós tinham bastante, afinal se não for assim, a gente morre sozinha.

A outra típica frase é: (analisem comigo)

 Amar é "dar" sem esperar nada em troca". = Mentira das "grossas"...Nessa frase não está em jogo o que estamos dando, mais é certo que tudo que nós damos, sempre ficamos esperando alguma reação do outro, seja dar um presente, ou dar a gente mesmo como presente... com fitinha, desenhinho pubiano e tudo. Vou exemplificar para ficar mais claro e dentro do nosso real:

Se você compra um presente para um amigão, que vc olhou e pensou: - " Fulano vai amar isso, é a cara dele". Ao entregar o "presentão" p/ o seu amigo , ele faz um "cara de uê" ou não esboça a reação que vc tinha idealizado... PRONTO! seu mundo caí...Pq? Pq? Pq? = A resposta é simples... Pq vc esperava dele uma certa animação, ou um abração, ou uma cara feliz, qq coisa do gênero, vc sem querer, gerou uma expectativa sob a reação que causaria o seu magnifico presente.

Partindo para o exemplo de um namorado (a), ou um casal de anos de casamento, principalmente bem íntimos, essa frase vira uma confusão na relação...

Vc vai lá, prepara um noite linda para "dar", (desculpem a expressão, mais não teve outro jeito de deixar mais claro) com uma lingerie que vc nem pagou ainda... parcelada no cartão ... que vc comprou diga-se de passagem escondida dele ,e detalhe... ele vai tirá-la do seu corpo em 2 segundos sem reparar nos detalhes e ... tcham! tcham! tcham! na hora "H" vc "dá" sem querer nada em troca??? IMAGINA !!! Vc quer pelo menos ter 2,3 orgasmos para compensar todo seu esforço de ter preparado tudo, de ter tido um trabalhão para escolher a lingerie que escondesse suas gordurinhas localizadas, de ter sentido a dor da depilação, enfim...Complicado não é?!

Tá provado por A + B que essas frases feitas não passam de... FRASES FEITAS que... DEFINITIVAMENTE não funcionam...

Voltamos a estaca zero... O que é saber amar? Como deixar alguém nos amar?

Pensarei em algo bem poético e em breve escrevei sobre ok?

 

 

 

 

 

 

permalink

"CASAMENTO EMPRESA" / "NAMORO EMPRESA"  escrito em sexta 27 junho 2008 04:23

Perguntei ao meu marido o que ele achava sobre “O QUE É O AMOR”...

Fiquei intricada com a pergunta que eu mesma me fiz no meu artigo anterior, usando de um humor meio sarcástico, e isso não me saiu da cabeça. Pq usar de humor sarcástico para falar de algo tão sério? Algo que eu mesma nem sei... e que a grande maioria das pessoas se perguntam?

A questão era:

Eu já amei? Será que amei e não sabia? Será que estou amando nesse momento a pessoa com quem estou hoje? Sabe, essas interrogações que, as vezes nos fazemos, mais que nós mesmos não achamos respostas? Pois bem! Juntos analisamos nossos antigos relacionamentos e chegamos a uma conclusão que foi até um pouco “fria” eu digo, pelo termos que usamos em nossa conversa, mas acho que de alguma forma me ajudou e foi proveitosa.

 Conversamos sobre essas minhas interrogações e sobre a pergunta que eu havia lhe feito no início da nossa conversa (“O que era o amor”) por alguns minutos, e eu comentei um caso de um amigo que estava casado por alguns anos e que trai sua esposa por ela não o satisfazer e nem o acompanhar mais em todos os sentidos (não só sexuais, fantasias, etc). Concordamos em alguns aspectos e discordamos em vários outros e assim chegamos no “X" da questão em pauta.

O insight que tive foi o seguinte... (além de várias outras interrogações que surgiram, como por exemplo, O que leva as pessoas a traírem umas as outras?, Pq hoje o nível de traição aumentou tanto, independente do sexo?, mais isso é pauta para outro artigo)

Voltando... o insight em forma de pergunta foi: E SE PENSÁSSEMOS NOS NOSSOS RELACIONAMENTOS COMO SE FOSSEM UMA EMPRESA? (essa pergunta se encaixa em qualquer tipo de relacionamento, seja ele amoroso ou até uma amizade, basta mudar as conotações abaixo descritas).

  PARE para refletir sobre alguns “pontos” que uma empresa precisa para ser bem sucedida?

 1º um bom marketing

2º uma boa comunicação (visual/ verbal)

3º um bom planejamento

4º um bom depto. financeiro

5º bons lucros

6º investimentos

7º estar atenta ao mercado

8º estar atenta aos riscos

9º bons produtos

10º um bom meeling

E por aí vai...

 Citei aqui algumas das coisas que uma boa empresa deve ter para progredir.

E é a partir daí, que entra o “Casamento Empresa”, o “ Namoro Empresa”, a “Amizade Empresa” etc.

Como???

Da seguinte forma...

 1º um bom marketing = Você para ser a “escolhida” teve que fazer um super, mega, hiper, blaster MARKETING PESSOAL.

 2º uma boa comunicação (visual/ verbal) = Teve que usar de toda sua comunicação visual, (através de gestos, caras e bocas) e sua comunicação verbal também (através de muita lábia, conversa, “charminho”, tom de voz). 

3º um bom planejamento= Teve que planejar bem como seria o processo da conquista, das ligações, das “saidinhas”, “das rapidinhas”, “das surpresinhas”, enfim. 

4º um bom depto. Financeiro = Teve que economizar para poder comprar as lingeries novas, para poder falar horas no celular, para fingir que queria dividir a conta, para comprar um presentinho nas datas especiais...).

 5º bons lucros= Contudo, você ganhou alguns presentinhos, foi comer fora (mesmo que no bar da esquina de casa, mais foi), ele te pagou uma MC Oferta, te levou para ver um filme que estava em cartaz no cinema, conheceu alguns, ou que seja, UM Motel. 

6º investimentos= Ambos investiram em tudo que está escrito acima. 

7º estar atenta ao mercado= Você com certeza, depois de um determinado tempo, ou até mesmo no início, viu todo o “mercado” dele, (da sua existência na vida dele) olhando na agenda do seu celular, observando o happy hour com os amigos e amigas da empresa, nas festinhas de família...  

8º estar atenta aos riscos = Você com certeza analisou os riscos que corria após ter feito todo esse processo de investigação ao “mercado” ao seu redor. Analisou também algumas manias que ele deixou escapar e você fingiu não ver. Analisou a família que você estaria sendo “lançada”... 

9º um bom produto= Pode ver também o bom “produto” dele (pq hoje em dia é difícil alguém casar virgem, né?). Se ele já teve filhos você pode ver também os “produtinhos” que ele produziu, enfim.

 10º um bom meeling= Um bom meeling, seria sua agenda antiga, em caso de alguma emergência ou necessidade, ou vontade de falar com alguém da sua infância que sabe tudo sobre você, ou uma amiga da 5ª série que você não vê há anos, mais vai que dá vontade de você relembrar aqueles anos rebeldes, contar histórias de quando vocês pularam o muro da escola, sei lá. O importante é ter um meeling, só por segurança. Apesar que hoje as coisas “estão tão on line”, cibernéticas ... agenda pra quê? Mais com certeza ele tem um meeling e se ele tem você tem também, não importa se é de papel, no celular, no msn, no orkut enfim... basta ter, até para se por acaso um dia você se ver só, um

 

Se pensarmos dessa forma seria bem mais fácil.

 

Muitos casamentos/ relacionamentos caem por terra, porque deixamos de fazer investimentos, passamos a reclamar da parte financeira, não fazemos mais comunicação visual e muito menos verbal (a não ser na hora das brigas e discussões, onde não só a boca fala, como o corpo fala também com gestos e muitas vezes até agressões), não nos preocupamos mais em planejar nada... nem uma surpresa, nem uma nova conquista, nem uma noite diferente...Não olhamos mais a nossa volta (o mercado), porque achamos que o outro é nosso...porque ficamos seguros demais, acomodados demais.Não investimos na relação com as tais surpresas, as lingeries, as performace, as palavras,os gestos, o cinema aos domingos, a conversa fíada,não rimos mais um do outro como antes.

Quando acordamos estamos diante da tão temida e famosa {#}

AÍ NÓS NEM PERGUNTAMOS MAIS... NEM CRIAMOS INTERROGAÇÕES NA NOSSA CABEÇA... Afinal já temos todas as respostas quando isso acontece.

Porque quando estamos numa roda com 3,4,5 amigas e surge esse papo de relacionamento é sempre a mesma história, e sempre também o mesmo desfecho...

A CULPA É DELE QUE NÃO LIGA MAIS PRA MIM” ou “ EU NÃO AGUENTO MAIS ESSA SITUAÇÃO, MAIS VOU LEVANDO ATÉ VER ONDE VAI DAR”.

 Será que SENDO SÓCIA  nessa “empresa”  eu não teria que reagir  para que ela continue a progredir?

Será que o culpado é sempre o outro?

Será que vale a pena correr todos os riscos, investir mais um pouco, planejar novamente, movimentar o meu marketing, vai valer a pena?

  Fica aí mais interrogações para quem se interessar pelo assunto.{#}

 

 

 

 

 

 

permalink

Estar SÓ é aprender a se "ouvir"!  escrito em sábado 28 junho 2008 14:15

Duas horas da manhã de sábado.

 Lá fora o silêncio impera. Dentro de mim um barulho ensurdecedor.

 As imagens do que fiz no meu dia de hoje transitam na minha cabeça... onde estive, o que comi, o que falei, com quem estive, o que vou fazer amanhã.... tudo isso de impedindo meu sono... 

Insônia? Inquietação?  = Sintoma típico de ansiedade... Mas quem não sofre desse mal nos dias de hoje (melhor pensar assim para não criar mais “grilos”, rs).

 Derepente uma  vontade insana, de que todos os problemas do mundo fossem resolvidos num piscar de olhos, inclusive os meus, rs.

Dormir? Só se fosse para acalmar meu espírito definitivamente, para sempre... e isso eu sei que vou fazer quando morrer, então agora só quero e prefiro me ouvir.

Morrer pra quê? A vida tem seu charme..., mesmo quando estamos com insônia, rs.  

 Talvez esse seja o único momento do meu dia que parei pra me ouvir!

 As vezes fazemos e pensamos tantas coisas no decorrer do dia que não ouvimos nem nosso “puns” (desculpem a expressão, mais acho que esse seria o exemplo mais real).

 Não sei o que acontece hoje em dia... As pessoas fazem mil coisas, falam mil coisas, comem mil coisas, sem nem saber o que está comendo diga-se de passagem, e nem se dão conta.

 Eu tenho uma amiga simplista e objetiva que diria que essa insônia minha de hoje, nada mais é que ociosidade pura, pra não dizer na dizer com tanta objetividade, “falta do que fazer”, rs.

 Mais mesmo ouvindo isso, eu continuo sendo sua amiga, afinal são pontos de vista diferentes, apenas divergências de opiniões.

 Pois bem... eu como poética e totalmente humanista, encaro essa insônia e essa ansiedade como algo para eu prestar atenção....um presente! (exagerei...queria sim estar dormindo, pq amanhã vou ter que acordar cedo, rs) Mais tudo bem! Vamos encarar pelo lado positivo e poético que fica mais bonito.

 Um momento único e exclusivo MEU!!!

 Tenho até que agradecer por estar tendo esse momento reservado SÓ pra mim...

Porque, nós mulheres temos o costume de achar que reservar um “momento pra nós mesmas” significa marcar uma hora no salão de beleza, fazer pé, mão, depilação, hidratação... tudo que temos direito num estabelecimento como esse, rs. Não que isso não seja verdade, ou que eu seja contra esses mimos... eu também adoro, mais aqui estou me referindo a ficar SÓ... “eu comigo mesma”, “você com você mesma”!!!

Parasse super fácil falando assim... mais é um trabalho árduo.

 A sensação que dá, é que você não sabe fazer nada com você mesma, além de levá-la para fazer compras, pintar as unhas, comer, fingir ser atleta, dando uma caminhada com sua mega roupinha de ginástica, enfim, essas coisas que já são rotinas...

E se você se perguntasse:

- O que eu quero fazer para mim mesma? (mas só pra mim).

-  Algo que fosse beneficiar somente a minha ilustre pessoa?

 Eu Iara, me fiz essa pergunta e resolvi, (depois de ouvir a resposta que saiu de dentro de mim)... "VOU ME OUVIR"!!!

 E cá estou pensando com meus botões (como diria essa frase popular)... mais detalhe! Não estou pensando e SIM me ouvindo... rs.

 E você não tem idéia de como é difícil isso... como existe diferença NO PENSAR e no SE OUVIR.

 O “estar contigo mesmo” não envolve somente o ato de “ouvir” no sentindo de ruídos, barulhos, vozes, mas, estar consigo mesmo é também “ouvir” o que o seu corpo clama no sentido de sensações/percepções.

Por isso digo que nesse momento ouço minhas inquietações, meu intestino trabalhando, o meu pulso doendo de digitar, minha garganta seca, (pq estou com sede), minha vontade de estar dormindo, minhas vozes interiores, minha intuição, meus desejos, meus sonhos, minha respiração, enfim.

 Faço daquele trânsito de informações do início desse texto (que me tirou o sono, que me causou ansiedade), um motivo para parar e organizar o que está se passando dentro de mim... o que o meu corpo quer me dizer, que eu não estava conseguindo “ouvir” e principalmente processar.

 Nessa correria de hoje, nesse apanhado de informações que nos bombardeiam por todos os lados, temos que agir como um PC, (essa idéia parte de uma longa conversa com uma outra amiga, experiente e antenada, após assistirmos um filme chamado "Quem somos nós").

Temos que ligar nossa CPU no final do dia (já prontos pra “tentando” dormir) e começar a colocar todos os “assuntos= documentos” nas suas devidas pastas. Os episódios de hoje que foram bacanas eu salvo na sua respectiva "pasta", como por exemplo, ter visto o 1º jogo treino do meu filhote hoje, eu salvo esse “arquivo pessoal” na pasta que denominei “Minha Vida”, e por aí vai.

 O “nosso PC humano” tem muita memória, e se talvez isso não for organizado em pastas com os seus assuntos, prioridades, importâncias, (como fazemos com o nosso computador máquina) nós podemos adquirir alguns “VIRUS” se não fizermos a sua manutenção devida, sua limpeza correta, no sentido de esvaziar o que não é mais utilizado/ desfragmentar, jogar na ligeira o que não nos cabe mais, o que achamos ter sido inrelevante, enfim... Sem esses pequenos cuidados podemos "TRAVAR" ... e aí, os danos e as conseqüências podem ser maiores do que uma simples troca de “placa”.

Pense nisso!!!

Prestem mais atenção nas suas noites de insônias, nas suas inquietações, nas suas vozes que não querem calar. E quando aprender fazer esse exercicio, descobrirá coisas que não vai acreditar! Vai descobrir um mundo interior, cheio de fantasmas, medos, surpresas, idéias, enfim!!! Vai se descobrir e se cobrir de novas experiências.

 Bj a todos,

Iara de Souza

 

 

 

permalink

Por onde anda o romantismo?  (RELACIONAMENTO/ CASAMENTO/ NAMORO) escrito em quinta 03 julho 2008 12:58

POR ONDE ANDA O ROMANTISMO?

 Algumas pessoas acham que ser romântico ou falar de romantismo nos dias atuais é supérfluo, démodé, algo que não tem tanta importância nesse tempo, onde as pessoas correm de um lado para o outro sem saber muitas vezes porque estão correndo, onde querem chegar, ou até mesmo o que estão buscando.

 Será que estamos tão insensíveis a ponto de tornar-nos cegos ao romantismo? Ou,

 Será que estamos tão contaminados de informações e obrigações que estamos deixando nosso romantismo adoecer isolado num leito?

 Cazuza em uma de suas frase diz: “Como é estéril a certeza de quem vive sem amor."

 Está provado que não conseguimos viver sem amar, sem o outro. Imaginar o Amor, o par perfeito, a pessoa ideal sem citar o romantismo como um adjetivo para essa pessoa é quase que impossível.

 E o romantismo hoje não está só ligado aos pequenos gestos como, abrir a porta do carro, mandar flores, lembrar do primeiro beijo, mais sim com o fato de agradar o outro, dedicar algum tempo do seu dia para surpreender o outro

É preciso ter uma grande dose de inocência e sabedoria ao mesmo tempo para manter uma relação a dois com a chama da paixão sempre acessa.

INOCÊNCIA para continuar a acreditar no amor e apostar nele diariamente.

SABEDORIA para poder detectar os sinais de desgaste na relação e investir para que a mesma não adoeça.

 Algo para refletirmos. 

permalink

Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para saberamar

Precisa estar conectado para adicionar saberamar para os seus amigos

 
Criar um blog